tente outra cor:
tente outro tamanho de fonte: 60% 70% 80% 90%

Facilite o trabalho em grupo, tenha seu software colaborativo (Groupware)

O Groupware ou software colaborativo é um sistema que facilita o trabalho em grupo, ou seja, um termo usado para classificar softwares que simplifica a colaboração através do compartilhamento de informações.

Skip Ellis, professor universitário norte-americano especializado em Groupware, define a ferramenta como um "sistema baseado em computador que auxilia grupos de pessoas envolvidas em tarefas comuns (ou objetivos) e que provê interface para um ambiente
compartilhado"

A maioria dos softwares groupware, permite que seja compartilhado, por exemplo, catálogo de endereços (address book) e calendário. Com isso, uma secretária pode agendar uma reunião do seu chefe, de forma que este possa visualizar essa informação de qualquer lugar, seja de um cliente de e-mail, como Outlook, Thunderbird, etc, ou diretamente pelo Webmail.

Esse tipo de agilidade garante maior produtividade dos usuários e informações disponíveis nos lugares certos e na hora exata.


“Estamos na Era do Silício. A próxima é a Era do Tempo”
Professor Carvalho Rodrigues, pai do satélite Português

 


O Tempo passou a ser o fator primordial na resposta ao Mercado, necessário às empresas que pretendam acompanhar a mudança contínua em que vivemos.

 

Exemplo de uso do Groupware

 

Uma estrutura de software colaborativo não deve ser apenas visto como uma simples coleção de aplicações, nem como apenas uma simples visualização de mensagens. O Groupware deve ser entendido antes de tudo como uma infra-estrutura que reuna todo o conhecimento e inteligência da empresa de modo a garantir o sucesso das necessidades dos usuários quando necessitarem de tais dados.

O objetivo é desenvolver a capacidade de dar respostas rápidas e certas aos clientes, internos e externos, de modo a conseguir tomar decisões com a eficiência necessária para não perder as oportunidades que nos surgem e não esperam.

Algumas das vantagens do uso do Groupware:

  • facilitar a comunicação: mais rápida, mais clara, mais persuasiva;
  • permitir comunicação onde não seria possível em outra situação;
  • juntar múltiplas perspectivas e especialidades;
  • formar grupos de interesses comuns;
  • economizar tempo e custos na coordenação de trabalho em grupo;
  • facilitar a solução de problemas em grupo;
  • permitir novas modalidades de comunicação

O E-Groupware é o sistema de groupware que adotamos em nossos projetos, pois trata-se de um software livre (não possui custo de licença), pronto para qualquer ambiente, além disso é internacional, suportando mais de 25 idiomas, por fim , é independente de plataforma, rodando em GNU/Linux, Mac, Windows entre outros.

Para acessá-lo, tudo o que você precisa é um navegador de internet, como Firefox, Google Chrome, Internet Explorer, entre outros.

As principais aplicações que o E-Groupware possui, são as seguintes:

  • Agenda: suporta gerenciamento de grupos, recursos (equipamentos, ferramentas) e contatos;
  • Catálogo de Endereço: gerenciador de contatos usando SQL ou LDAP;
  • Webmail amigável;
  • Gerenciador de Tarefas: Ferramenta poderosa de tarefas, ToDO, Notas, Chamadas Telefônicas e CRM;
  • Gerenciador de Projetos: baseado em elementos, extremamente integrado com todas as outras aplicações do E-Groupware;
  • Gerenciador de Recursos: Inventário;
  • Gerenciador de Arquivos: arquivos armazenados em VFS (Virtual File System);
  • Gerenciador de Sites: gerenciador de conteúdo de sites;
  • Planilha de tempo: integrado ao gerenciador de projetos, permite rastrear atividades através do tempo;
  • Wiki;
  • Gestão do conhecimento: base de conhecimento;
  • Enquetes;
  • Compartilhador de favoritos;
  • Notícias: publica e manipula noticias dentro do E-Groupware;
  • Chat: sistema de bate-papo para os usuários do Groupware;
Dê agilidade e facilidade na troca de informações de seus usuários. Esteja preparado para a Era do Tempo, organizando o trabalho em grupo, os resultados são alcançados rapidamente, e todos só tem a ganhar.

Entre em contato conosco, clicando aqui, e peça maiores informações do projeto GroupWare.

 

 

MKNOD - A nossa loja virtual

A MKNOD criou sua própria loja virtual. A nossa loja encontra-se no seguinte endereço: http://www.produtosip.com.br

O nosso site de comércio eletrônico, tem como principal objetivo facilitar a venda dos produtos que comercializamos de forma rápida, segura e confiável.

Nesse portal, serão encontrados produtos como Câmera IP, Roteadores, Switches, Equipamentos para redes sem fio (wireless), Equipamentos para Voz sobre IP (VoIP), ou seja, todos equipamentos baseados com tecnologia de rede (IP), serão comercializados a partir de nossa loja virtual.

Visite nossa loja, e se você não encontrar o produto desejado, entre em contato conosco, que podemos verificar a disponibilidade da venda do produto necessitado. 

 

Teste de Stress - Conheça os limites de seus serviços/servidor

Uma das grandes preocupações das equipes de tecnologia da informação ao realizarem o planejamento de serviços da rede é ter a certeza que a configurações de hardware disponíveis no servidor atendam plenamente  os requisitos mínimos para que os serviços permaneçam no ar.

Quando decidimos, por exemplo implantar um firewall em nossa rede, nós verificamos a quantidade de estações que estarão atras desse servidor firewall, a quantidade de regras que iremos aplicar, a quantidade de serviços que estarão numa DMZ, o tamanho da banda de internet que teremos disponível, entre outras questões. Com base nisso, decidimos utilizar um servidor com X Gb de RAM, com Y GB de HD, com determinado número de processadores, entre outros.

Porém, quando colocamos esse servidor no ar, vem a surpresa, o servidor não esta aguentando a quantidade de trabalho que esta sendo exigido, e acaba sofrendo panes, que podem causar graves problemas para a rede. No caso do exemplo do firewall, a quantidade de conexões de entrada/saída, a quantidade de log que precisa armazenar, são os principais fatores que influenciam no rendimento do servidor.

Agora, se conhecermos melhor o limite do servidor de acordo com as configurações aplicadas nele, teremos um grande trunfo em nossas mãos, sabendo, onde precisamos melhorar em nível de hardware o nosso servidor, e se caso nosso servidor sofrer uma pane, por qual motivo isso aconteceu.

Para nos auxiliar, existe uma ferramenta chamada teste de stress, que tem como objetivo, deixar o servidor totalmente sobrecarregado de processamento, memória, disco, etc, e com isso saberemos exatamente todos os detalhes do servidor, até que ponto ele vai trabalhar de forma segura, rápida e com qualidade.

Não é so o planejamento de servidor firewall, o teste de stress é útil , para servidores de e-mail, que podem verificar a quantidade de e-mails enviados e recebidos simultaneamente sem comprometer com a perfomance do servidor, para servidores web, que podem verificar o máximo de conexões que o servidor aguenta para disponibilizar as páginas, para servidores de banco de dados, que verificam o máximo de conexões no banco, para servidores DNS, servidores FTP, servidores de arquivos, enfim, para todos os serviços que forem implantados, pode ser realizado o teste de stress.

Então, se você precisa conhecer de forma profunda todos os detalhes dos seus serviços e servidores, precisa também conhecer o limite deles, pois dessa forma você saberá até que ponto o servidor terá a perfomance adequada, e se caso aumentar o acesso a esse servidor, saberá exatamente onde investir nesse servidor.

Nossa solução inclui:

  • Instalação;
  • Primeiros passos;
  • Treinamento;
  • Documentação;
  • Suporte Técnico de 30 dias.

Entre em contato conosco, clicando aqui para saber mais detalhes

 

 

Segurança na navegação - Tenha um proxy de anti-vírus

 Atualmente, a maior porta de entrada de vírus e códigos maliciosos nas estações dos usuários, que por sua vez, contamina toda a rede da empresa, são os acessos a sites que possuem vírus / trojans, entre outras pragas virtuais. Muitas vezes, os usuários são enganados e redirecionados para esses sites com códigos maliciosos, e eles sem perceberem, são contaminados e acabam disparando esse vírus por toda a rede.

 Uma das soluções que pode ser utilizada, e todos conhecem é a utilização de um anti-vírus poderoso nas estações. Porém todos sabemos também, que muitos desses softwares os usuários não atualizam ou desativam, pois deixam a estação de trabalho mais lento.

 Uma alternativa, que tem sido bem vantajosa, é a integração de um anti-vírus com o proxy de internet (na maioria dos casos, o squid). Ou seja, os usuários, ao navegarem em qualquer site da internet, esses acessos serão filtrados pelo anti-virus, e só assim liberado para o usuário navegar. Como essa solução é instalada no servidor proxy da rede, o administrador de TI, só precisará manter atualizado esse software de anti-vírus, aumentando assim a segurança dos dados da rede.

 Dessa maneira, os usuários estarão utilizando a internet de forma mais segura e protegido contra fraudes e códigos maliciosos, melhorando o trabalho deles e poupando tempo dos administradores de rede para resolver esses problemas do mundo virtual.

 Os serviços utilizados para essa solução são baseados na plataforma Linux, integrando o squid e o software de anti-virus chamado Clamav, ambos opensource.

Nossa solução inclui:

  • Instalação;
  • Primeiros passos;
  • Treinamento;
  • Documentação;
  • Suporte Técnico de 30 dias.

Entre em contato conosco, clicando aqui para saber mais detalhes.

 

Necessita de uma solução de armazenamento fácil e poderoso? Openfiler é uma excelente opção

Gerenciamento de storage nunca foi uma das tarefas mais simples, mas com o Openfiler, essa tarefa torna-se menos dolorosa. Você pode criar compartilhamentos NFS e CIFS, iSCSI targets, serviços FTP e Rsync com o Openfiler.

Você pode definir quotas para limitar os espaços que serão utilizados pelos usuários, e controlar as conexões de acordo com sua segurança de rede. Pelo acesso universal ao storage anexado à rede, o Openfiler é a solução ideal para gerenciamento de armazenamento de dados.

Openfiler é um aparelho, o que significa que ele tem uma função única e específica. Quando o sistema é iniciado pela primeira vez, você receberá uma tela baseada em texto de boas-vindas  que o direcione para gerenciar o Openfiler através de uma interfaceWEB.

Nossa solução inclui:

  • Instalação;
  • Primeiros passos;
  • Treinamento;
  • Documentação;
  • Suporte Técnico de 30 dias.

Entre em contato conosco, clicando aqui para saber mais detalhes.

Autenticação Centralizada utilizando LDAP

O gerenciamento de usuários dentro de uma empresa, é de suma importância. Dar as permissões de acesso, criar as políticas de segurança para esse usuários, são rotinas que todos os administradores de rede precisam executar quase que todos os dias no seu trabalho. Seja para criar o usuários, modificar alguma informação, ou excluir, se não existe uma forma simples para esse processo, pode causar graves problemas a corporação.

A dificuldade do gerenciamento é diretamente proporcional a quantidade de serviços e servidores que a empresa possui. Os serviços básicos como firewall, proxy, email, intranet, extranet, ftp, servidor de arquivos, servidor de domínio, e outros sistemas internos, possuem sua própria autenticação. Ou seja, para qualquer gerenciamento de um único usuário, é necessário fazer a manutenção em todos os serviços e servidores.

Dessa forma, surgiu o LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), um protocolo de rede que permite organizar os recursos de rede de forma hierárquica, como uma árvore de diretório, onde temos primeiramente o diretório raiz, logo em seguida a rede da empresa, o departamento e por fim a própria estação do funcionário e os recursos da rede (arquivos, impressoras, entre outros) compartilhados por ele.

O LDAP é ideal para as instituições que possuem uma rede onde existem vários serviços atuando, que necessitam de autenticação, o que acarreta numa administração não centralizada.

Agora essa administração pode ser centralizada, utilizando um servidor de LDAP, ele vai unificar múltiplos serviços, como catálogo de endereços, dados de usuários, informações aleatórias, entre outros.

Uma das vantagens do LDAP é a fácil localização de informações e arquivos disponibilizados. Por exemplo, pesquisando pelo sobrenome de um usuário, facilmente localiza os dados dele, como número de telefone, e-mail, projetos em que está envolvido. O LDAP oferece uma grande escabilidade, deixando possível replicar servidores (para backup e balanceamento de carga) e também incluir novos servidores de uma forma hierárquica, interligando departamento e filiais de uma grande empresa por exemplo. 

Nossa solução inclui:

  • Instalação;
  • Primeiros passos;
  • Treinamento;
  • Documentação;
  • Suporte Técnico de 30 dias.

Entre em contato conosco, clicando aqui para saber mais detalhes.

MK-SPOT - Rede WiFi para visitantes e clientes de forma fácil e segura!

HotSpot WiFi indica um local que fornece acesso à Internet, geralmente usado em estabelecimentos comerciais onde se pode usar a rede mundial de computadores sem a necessidade de fios ou cabos. De forma simples e rápida, os usuários ou clientes conectam a rede wireless, sendo redirecionados para uma página de autenticação personalizada.

 

Atualmente, vemos muito dessas redes no formato de hotspot em hotéis, aeroportos e restaurantes. Mas essa forma de configuração pode se estender em qualquer ambiente ou rede. Supermercados, lojas de varejo, consultórios médicos, clínicas, hospitais, academias e até mesmos escritórios comerciais.

O primeiro ponto interessante nesse tipo de acesso, é que os visitantes ou clientes não precisam saber a senha da sua rede WiFi, protegendo sua rede interna de acessos indesejados ou de proliferação de vírus ou malwares.

O segundo ponto, principalmente para o âmbito comercial, é que teremos um cadastro de clientes e visitantes, podendo assim fornecer para os mesmos promoções ou campanhas de marketing de acordo com o perfil dos usuários dessa rede hotspot. Além, de criar um atrativo para que esse pessoal visite mais vezes a loja ou o comércio.

Também, os escritórios que recebem um número alto de visitas para reuniões comerciais, o sistema hotspot irá funcionar melhor, pois não será necessário criar toda uma rotina de liberação de Internet para esses visitantes, muitas vezes precisando liberar esse acesso nas regras de firewall e proxy. Apenas habilita o acesso dessa visitante no momento da reunião e logo em seguida esse acesso é bloqueado.

O funcionamento do sistema é bem simples. É criado uma rede WiFi (wireless) conectado no equipamento que será o HotSpot Gateway (veja a figura abaixo). Essa rede WiFi é aberta e assim que é feito o primeiro acesso, o equipamento cliente é redirecionado para uma página de autenticação:

HotSpot 

A autenticação pode ser definido por nome do usuário, email, CPF, RG, ou outro campo de login definido pela política de registro da empresa. Pode ser definido de acordo com o login, a velocidade de banda, o tempo que será utilizado e também uma política de segurança, bloqueando acesso a sites impróprios.

Toda a administração do sistema é via WEB, e não requer nenhum conhecimento avançado para gerenciar o ambiente, podendo delegar esse serviço para qualquer colaborador da empresa. Se for necessário, é possível registrar todos os sites que foram acessados do login, em caso de uso do sistema para meios ilícitos.

O servidor MK-SPOT utiliza solução opensource (código aberto), plataforma Linux, banco de dados MySQL, sistema Web Apache com PHP.

Nossa solução inclui:

  • Instalação;
  • Primeiros passos;
  • Treinamento;
  • Documentação;
  • Suporte Técnico de 30 dias.

 

Entre em contato conosco, clicando aqui para saber mais detalhes 

 

 

 

MKNOD Devel - Desenvolvimento de Softwares

A MKNOD em 2011 esta abrindo uma nova área de atuação: Desenvolvimento de Softwares para WEB, utilizando as principais tecnologias de desenvolvimento. Os principais serviços são os seguintes:

  •  Desenvolvimento de softwares em PHP para automação de processos ou entrada de dados;
  • Manutenção em projetos existentes baseados em PHP;
  • Desenvolvimento de aplicações interativas utilizando Javascript, HTML5 e Tableless (CSS)
  • Integração com serviços online e redes sociais;
  • Integração com todos os bancos de dados do mercado.

Além disso estamos disponibilizando uma estrutura de Cloud Computing para hospedarmos os seus sistemas para navegação em nuvem.

Entre em contato conosco clicando aqui para obter maiores informações.

Horário de Verão 2009/2010 - Atualize a hora do seu linux

O horário de verão 2009/2010 terá início à zero hora (00:00) do dia 18 de outubro de 2009 e término à zero hora (00:00) do dia 21 de fevereiro de 2010.

No próximo domingo, 18 de outubro, será necessário adiantar os relógios em 01 hora, nos estados da região Sul, Sudeste e Centro-Oeste que participam do horário de verão.

A precisão dos relógios nos servidores é fundamental para manter a consistência dos logs, nas regras de navegação por horários, investigação em ataques, envio de e-mails, identificação de autenticação no servidor, entre outras informações importantes que dependem do relógio.

Abaixo iremos passar o procedimento para correção do relógio para o ambiente linux:

Verificar a existência do arquivo '/etc/localtime'. Se este arquivo 
existir verifique se ele é um link simbólico. Uma das formas de fazer 
esta verificação é executar o seguinte comando:
$ file /etc/localtime
localtime: timezone data
A saída acima indica que se trata do próprio arquivo com dados de
timezone. A saída abaixo indica um link para o arquivo.
$ file /etc/localtime
localtime: symbolic link to `/etc/localtime'
Não é recomendado possuir o arquivo /etc/localtime como link
simbólico. Sistemas cujo diretório /usr é acessivel (não tiver sido
montado, por exemplo) no momento de inicialização da máquina, os
dados do arquivo localtime não serão lidos.
2. Verificar se existe algum arquivo no diretório
/usr/share/zoneinfo/Brazil que contenha informações relativas a outros
anos. Normalmente este arquivo tem extensão ZIC (.zic).
a) Se não existir um arquivo com tais dados então crie um
novo (verao.2009.zic por exemplo) no diretório
/usr/share/zoneinfo/Brazil/. Este arquivo deverá conter as
seguintes linhas:
Rule Brazil  2009    only     -       Oct    18   00:00   1       S
Rule Brazil  2010    only     -       Feb    21   00:00   0       -
Zone    Brazil/East             -3:00   Brazil          BR%sT
b) Se existir um arquivo com dados de outros anos basta inserir as 
linhas acima ao final do arquivo existente.
As duas primeiras linhas de configuração acima informam quando se
inicia o horário de verão, quando termina e qual é a ação tomada.
Lembre-se de que no início do horário de verão a hora local é
acrescida em uma (1) hora.
A última linha informa qual arquivo será modificado pelo comando
'zic'. No exemplo acima será o arquivo 'East' (dentro do diretório
Brazil). Esta linha também informa qual o timezone original da região
- no caso de São Paulo (East) temos UTC-3. Caso você esteja utilizando
um timezone diferente do adotado em São Paulo (East) modifique estes
parâmetros para o timezone de sua região:
#Fuso horario do Arquipelago de Fernando de Noronha:
Zone    Brazil/DeNoronha     -2:00   Brazil          FN%sT
#Fuso horario dos estados a Leste
Zone    Brazil/East          -3:00   Brazil          BR%sT
#Fuso horario dos estados a Oeste (AC, AM, RO, RR, MS, MT)
Zone    Brazil/West          -4:00   Brazil          AM%sT
* Parâmetros definidos pela glibc presente em sistemas Linux,
disponível para download em http://www.gnu.org/
3. Uma vez feitos os devidos ajustes no arquivo 'verao.2009.zic' execute o
comando 'zic':
# zic verao.2009.zic
Neste caso em particular o comando atualizará o arquivo East.
4. Para verificar se as configurações corretas foram feitas execute o
comando 'zdump', conforme as orientações abaixo (troque East pelo
timezone de sua região):
# zdump -v Brazil/East
Você deverá obter uma saída como esta:
Brazil/East Sun Oct 19 02:59:59 2009 UTC = Sat Oct 17 23:59:59 2009 BRT isdst=0 gmtoff=-10800
Brazil/East Sun Oct 19 03:00:00 2009 UTC = Sun Oct 18 01:00:00 2009 BRST isdst=1 gmtoff=-7200
Brazil/East Sun Feb 16 01:59:59 2010 UTC = Sat Feb 20 23:59:59 2010 BRST isdst=1 gmtoff=-7200
Brazil/East Sun Feb 16 02:00:00 2010 UTC = Sat Feb 20 23:00:00 2010 BRT isdst=0 gmtoff=-10800
Note que em "Sat Oct 17 23:59:59 2009 BRT" o sistema ainda não está no
horário de verão (indicacao 'BRT'). No segundo seguinte as
modificações do horário de verão entram em vigor, adiantando o
localtime em uma hora: "Sun Oct 18 01:00:00 2009 BRST" (O horário
mostrado ao usuário passará para 1 da manhã e não para meia-noite,
mostrando o adiantamento do horário).
Em "Sat Feb 20 23:59:59 2010 BRST", o horário de verão terminará no
segundo seguinte, com o localtime sendo então atrasado em 1 hora: "Sat
Feb 20 23:00:00 2010 BRT" (o horário mostrado ao usuário voltará para
23:00).
5. Por último, se o arquivo /etc/localtime não for um link para o
arquivo /usr/share/zoneinfo/Brazil/East, deve-se copiar o arquivo East
para /etc/localtime
$ cp East /etc/localtime

 

Tenha sempre atualizado seu controle de internet!

A internet como sabemos, nos traz grandes benefícios no dia-a-dia, agilizando rotinas de trabalho, facilitando a comunicação, além da rapidez nas pesquisas e trocas de informações.

Porém, se não tiver um controle efetivo, um controle eficaz, pode trazer grandes problemas, como perda de tempo em sites que não fazem parte do trabalho, e entrada de vírus, trojans e worms nas estações dos usuários ou em toda sua rede.

Num primeiro momento, apenas criando uma política de proxy, e bloqueando os sites que a empresa não autorizasse, era possível ficar seguro e tranquilo com a navegação dos usuários.

Mas, a cada dia que passa, a cada momento, surge novos sites impróprios, novos vírus, novos endereços de internet altamente perigosos, e fez com que as empresas tomasse 02 atitudes: a primeira, bloquear tudo, e só liberar os sites que fizesse parte do trabalho. Já a segunda, delegar para os administradores de rede a responsabilidade de analisar os relatórios de internet de seus funcionários, e ficar bloqueando endereço por endereço.

Bloqueando tudo, também tem seu problema, pois faz com que os administradores de rede a todo momento tenham que ficar liberando acesso a internet de sites do trabalho, tomando tempo do administrador para se concentrar em serviços mais úteis para a empresa.

Para facilitar todo esse trabalho, foi criado comunidades dedicadas a armazenar em um banco de dados, sites impróprios, que contenham vírus, trojans, worms e outros softwares considerados malware.

A partir daí, o servidor proxy todo dia é programado a buscar essa lista automaticamente, mantenho sua base de bloqueios sempre atualizada.

Lista de bloqueio de site atualizado

Como vemos no desenho acima, as estações ao acessarem algum site, é enviado essa requisição no servidor proxy. O mesmo ja foi atualizado, com as informações de sites com vírus, trojans, worms, e algum tipo de malware. Se o site que o usuário for acessar fizer parte dessa lista, será automaticamente bloqueado.

A lista de bloqueio automatico tem como principais tarefas:

  • Coleta: O sistema bloqueia automaticamente URL's que apontam para extensões perigosas;
  • Análise: A cada URL é analisado para detecção de presença de  malwares.
  • Bloqueios: Fornecem lista de bloqueios em 29 formatos.
  • Alerta: Os proprietários de domínios e hospedagem recebem alertas por email se possuem problemas sob sua responsabilidade
  • Monitor: URL's infectadas são monitoradas para garantir a lista de bloqueios sempre atualizadas.

Ativando essa solução você tem uma maior garantia na navegação dos seus usuários, ficando mais dificil eles acessarem sites que contenham conteúdo maliciosos, e faz com que os administradores de rede fiquem focados em trabalhos mas úteis para sua empresa.

Gostou dessa solução, clique aqui, e peça maiores informações.